Expressões idiomáticas

Expressões idiomáticas são porções de frases cujo significado ultrapassa o significado literal das suas partes. Significam mais do que a interpretação.

idiomáticas, comunicação, cultura

Ao longo da história, os seres humanos tiveram a necessidade de desenvolver alguma forma de linguagem para se comunicarem. Os primeiros modos de comunicação que merecem ser destacados são os gestos e os desenhos. De certa forma, esses recursos podem ser considerados como os idiomas e, assim como outras línguas conhecidas atualmente, também apresentavam expressões idiomáticas, mas de forma não verbal.

Atualmente, a língua portuguesa e muitas outras faladas são caracterizadas por apresentar regras gramaticais diferentes umas das outras, embora possam ser consideradas parecidas de certa forma. Consequentemente, é inevitável que alguns termos sejam usados especificamente em cada língua devido as variações de sintaxe e morfologia que existe.

Além disso, é necessário destacar que a cultura foi e continua sendo um importante fator para o surgimento de expressões idiomáticas. Vale a pena esclarecer o fator cultural pode estrar restrito a uma região bem pequena.

Isso pode ser facilmente observado quando se conhece outras regiões do país, pois os indivíduos da região costumam apresentar algumas expressões características da localidade assim como também empregam algum termo em uma oração, em um contexto bem diferente do que se está acostumado. Consequentemente a isso surgem as expressões idiomáticas.

Conceito

As expressões idiomáticas podem ser entendidas como pequenas orações que apresentam um sentido que ultrapassa o significado literal das suas composições. Logo, para que seja possível compreende-las, os leitores precisam de um conhecimento a mais além do entendimento das palavras utilizadas e da sintaxe.

Por esse motivo se diz que as expressões idiomáticas implicam em uma leitura contextual. Na grande maioria dos casos, elas são caracterizadas por apresentar uma linguagem informal sendo que muitas estão ligadas com a questão cultural da linguística da região, de uma população, de um grupo ou até mesmo de um indivíduo.

Quanto as utilizações das expressões de idioma, geralmente, são aplicadas durante discursos informas. No entanto, deve-se destacar que essa forma de linguagem também pode ser empregada durante os discursos formais, mas é preciso ressaltar que cabe ao interlocutor decidir se o contexto é apropriado par a utilização desse recurso.

A justificativa para isso está no fato de que nem sempre os indivíduos ou demais indivíduos que participam do discurso, podem entender o verdadeiro sentido do que foi pronunciado. Isso pode causar algumas complicações, principalmente, quando se trata de um assunto mais crítico. Nesse tipo de situação, o mais indicado é não utilizar esse recurso.

Origens

As expressões idiomáticas são denominadas dessa forma devido ao fato de que são destituídas de um modo de tradução literal propriamente dito. Logo, trata-se uma forma de representação cultural de uma determinada comunidade e, por isso, podem ser consideradas como variantes da língua.

O resultado obtido das construções dessas expressões são traços de regiões distintas em que cada uma revela ou apresenta uma interpretação ou até mesmo um sentido diferente. Em relação a origem, o que é possível afirmar é que se trata de termos que pertencem aos antepassados de cada civilização.

No entanto, é preciso destacar que o tempo foi muito importante para que essas expressões se consolidassem na sociedade, mesmo após muitas gerações.

Além disso, é interessante ainda destacar que a compreensão ou conhecimento das expressões idiomáticas pode aumentar a percepção sobre certas imagens, pois algumas delas foram simplesmente criadas para representar graficamente o sentido literal dessas orações.

Um exemplo claro disso é a expressão “fulano engoliu um sapo” visto que pode-se facilmente encontrar imagens que representam o sentido literal da sentença, mesmo que embora possa não ser o verdadeiro significado ou mensagem que ela deseja passar.

Para aqueles que não conhecem a expressão “fulano engoliu um sapo”, o sentido verdadeiro que ela apresenta é o de que alguém levou uma bronca.

Vale a pena destacar que essas orações culturais não estão restritas à apenas a língua brasileira. Esse recurso linguístico, apesar de ser informal, está presente em praticamente todas as línguas, mas claro com algumas variações culturais.

Outras expressões

A seguir, é possível conferir uma lista com algumas das expressões de idiomas mais utilizado.

  • Até debaixo d’água: utilizada quando o interlocutor deseja se referir algo que está em todas as circunstâncias.
  • Arrumar sarna para coçar: procurar por problemas.
  • Arrancar os cabelos: entrar em desespero.
  • Banho de gato: lavar as partes do corpo de modo superficial
  • Bater as botas: utilizada para se referir um ser vivo que morreu.
  • Armado até os dentes: expressão utilizada para se referir a uma pessoa que está exageradamente armada ou muito preparada para uma dada situação.
  • Arrancar os cabelos: usada quando uma pessoa está bastante desesperada.
  • Arroz de festa: refere-se à aquele pessoa que está presente em todas as festas e eventos.
  • Babar ovo: idolatrar de modo incondicional.

Existe uma extensa lista de expressões idiomáticas, por isso é um pouco difícil conhecer cada uma. Deve-se ainda levar em consideração que esse tipo de oração sempre costuma surgir devido a variabilidade cultural, principalmente, com o passar do tempo.

Comentários