Índia antiga

Índia antiga

A Índia é uma península que está localizada entre a Cordilheira do Himalaia e o Oceano Índico, no Sul da Ásia. E é considerada como uma das mais antigas civilizações do mundo.

A história da civilização indiana tem início no ano 3.300 a.C. (antes de Cristo). O lugar que hoje é a Índia, foi ocupado por uma série de tribos nômades oriundas do atual Irã no século XVI a.C. E assim como as outras antigas civilizações do mundo, se estabeleceu ao lado de um rio, o rio Indo.

Por volta do ano 1.500 a.C, teve início o Período Védico, nessa época a região foi ocupada por povos (indo-europeus) provenientes das regiões do Mar Cáspio e do Mar Negro. Tanto quem habitava a região como os povos recém-chegados falavam uma língua semelhante. Prova disso é a coleção chamada Vedas.

Os Vedas são os livros sagrados do hinduísmo e estão gravados em sânscrito e foram copilados entre 1.500 e 900 a.C., os vedas resumem os ensinamentos Hindú e são divididos em quatro fascículos: Rigveda, Yajuryeda, Samayeda e Atharvaveda. Foi também nessa época que foi instituído o sistema de castas.

O hinduísmo é considerado a terceira maior religião no mundo atual e também a mais complexa, além disso, é uma das religiões mais antigas. A palavra Hinduísmo faz referência ao rio Indo que foi onde teve o início da civilização indiana.

O hinduísmo é uma religião politeísta (acredita em vários Deuses), sendo os principais Brahma (Deus da criação), Vishnu (Deus da conservação da ordem natural e da lei do universo) e Shiva (Deus da criação).

O sistema de castas é o modelo organizacional da sociedade, onde a divisão de classes é feita com base em preceitos religiosos de maneira hereditária. A tradição hindu diz que quem nasce em uma casta inferior está pagando pelos pecados cometidos na encarnação passada e por isso, deve aceitar o seu carma.

As pessoas são divididas em dois grandes grupos, os Purasha que são considerados puros e os Dalits que são considerados impuros, intocáveis e por isso, não fazem parte do sistema de castas.

No topo da hierarquia das castas estão os Brâmanes, na cultura hindu acredita-se que eles vieram da cabeça do Deus Brahma. Os integrantes dessa casta são sacerdotes, professores e filósofos. Abaixo deles Xátrias, que vieram dos braços do deus Brahma e por essa razão são considerados guerreiros, nesta casta estão os militares. Em seguida vêm os Vaixás, que teriam nascido das pernas do Deus Brahma, eles atuam como comerciantes. Os últimos são os Sudras, que teriam vindo dos pés do Deus são operários, artesãos e camponeses.

Os Dalits estão fora do sistema de castas, pois teriam vindo da poeira dos pés do Deus Brahma, eles só são permitidos usar roupas que foram de cadáveres, não podem beber água da mesma fonte das pessoas que estão no sistema de castas, entre outras proibições. Essas pessoas vivem isoladas e em extrema pobreza.

A divisão em castas foi abolida pelo governo indiano em 1947. Porém, permanece porque os praticantes acreditam que a mudança de castas é desrespeito às tradições.

O estado védico vivia em um regime monárquico, no qual se equilibravam três poderes: o do rei, o do sacerdote e o do povo. O povo participava do governo da seguinte maneira: após se reunirem eles nomeavam anciãos e outros líderes para tomar as decisões e leva-las ao conhecimento dos governantes.

No século VI a.C., o hinduísmo do Período Védico sofreu intensas transformações nos campos religioso e intelectual. Essas transformações foram decorrentes do surgimento de dois grandes novos líderes religiosos: Siddhartha Gautama e Mahavira. Ambos pregavam uma prática religiosa marcada pelo ascetismo e a reflexão espiritual. Siddharta Gautama foi responsável pela criação do budismo eMahavira o precursor do jainismo

Após o período védico, a Índia teve diversos imperadores e passou por diversas invasões até chegar ao Império Mongol (1526 – 1707), os mongóis promoviam uma política de integração com a cultura indiana, por essa razão esse período foi teve um dos reinados mais bem-sucedidos da história da Índia.

O período do Império Mongol criou um enorme edifício que hoje é considerado uma das sete maravilhas do mundo o Taj Mahal. Ele foi construído entre 1631 a 1648, em Agra, cidade no norte da Índia.

O personagem principal desse processo de independência ficou mundialmente famoso e até hoje as suas filosofias de vida e pensamentos são amplamente difundidas, Mahatma Gandhi.

Em seguida, por volta de 1757, a Índia passou a ser colonizada pela Inglaterra, fase da história indiana conhecida como Índia Britânica. Essa fase durou até o início do século XX, quando o movimento de independência começou a ganhar força e obter resultados.

Durante o período védico os indianos se dedicaram às ciências, principalmente, astronomia e matemática. Nessa época, observadores dividiram o universo em três regiões distintas: a Terra, o firmamento estrelado e o céu. Os matemáticos tinham maior afinidade para os números do que para formas, porém não fizeram nenhuma descoberta significativa.

Comentários