Locução verbal

O verbo auxiliar em conjunto com o verbo principal formam a locução verbal. Aproveite para conhecer mais sobre esse assunto!

Locução, verbal, estudar, verbos

O primeiro passo para dominar esse tópico importante da língua portuguesa, é entender bem a sua definição, o seu significado e como esse recurso afeta a forma com as orações são construídas. Quando alguém se refere à palavra locução verbal, deve-se pensar na ideia de que se trata da junção entre duas palavras, ou seja, desempenha apenas uma função da classe gramatical.

Além da verbal, existe alguns outros tipos de locuções como, por exemplo, as conjuntivas, adverbiais, prepositivas e adjetivas. Nesse caso, o alvo de estudo será a verbal. Esse tipo de locução constitui-se, basicamente, de uma combinação entre o verbo que exerce o papel de auxiliar, mas de uma forma nominal que pode ser empresa no particípio, gerúndio ou infinitivo.

Sentido

A definição de locução verbal é bastante simples. Para identificar esse tipo de recurso em uma frase, é preciso observar se existe dois verbos juntos. Além disso, eles precisam estar sendo utilizados na oração para representar uma única ação verbal. São nesses tipos de casos que se constitui esse recurso da língua portuguesa.

Apenas para relembrar e deixar mais fácil a tarefa de entender o sentido desse recurso linguístico, deve-se ter em mente que:

  • Verbo principal: palavra que expressa a ideia principal da oração.
  • Verbo auxiliar: é o que possui o papel de auxiliar as formas nominais em que apenas ele é conjugado.

Para ficar ainda mais claro a definição de locução verbal, leia a seguinte frase destacada a seguir e tente observar a forma com que o verbo ver foi apresentado:

  • Se você está vendo essa frase, agradeça ao seu instrutor.

A conclusão que pode-se tirar ao observar a frase destacada é a de que o trecho “está vendo” é uma expressão formado pela verbos estar e ver. Apesar de não ser este o foco de análise, vale a pena destacar que o primeiro verbo está no presente indicativo, enquanto que o segundo está no gerúndio.

A questão mais interessante está no fato de que esses dois verbos podem ser substituídos por apenas um. No exemplo acima, o verbo “vê” pode-se ser utilizado na oração. O resultado fica:

  • Se você vê essa frase, agradeça ao seu instrutor.

No entanto, você deve questionar a validade dessa alteração sobre o efeito semântico da frase. Não há dúvidas de que as escolhas de palavras e de estruturas afetam o sentido de uma oração, por isso todos praticamente todos os recursos são aplicados com um intuito especifico dentro de um contexto.

Conceito

Portanto, ao identificar em uma frase dois verbos que podem ser substituídos por um único verbo, pode-se entender que eles formam uma locução verbal. Ou seja, esse recurso é uma expressão que sempre irá apresentar um verbo auxiliar em conjunto com um verbo principal como no exemplo apresentado.

É necessário ainda destacar que esse tipo de recurso da língua portuguesa pode apresentar situações com mais de dois verbos e que podem ser substituídos por apenas um. Confira mais alguns exemplos:

  • Ia caminhando: o primeiro verbo é o auxiliar, enquanto que o segundo é o verbo principal. Para verificar se esse exemplo é uma locução verbal, basta identificar um verbo que possa substituir os dois verbos apresentados da oração sem alterar drasticamente o sentido.

Como é possível verificar, o verbo “caminhava” pode ser utilizado no lugar de “ia caminhando”.

  • Está lendo: esse pequeno exemplo é composto pelo verbo auxiliar e verbo principal. Além disso, pode ser substituído por lê. Portanto, é mais um caso desse recurso da língua portuguesa.

Ao identificar uma locução verbal sempre tenha em mente que apenas o verbo auxiliar é conjugado. O motivo para isso se deve ao fato de que o verbo principal já está sempre em uma das formas nominais que são particípio, infinitivo ou gerúndio.

Além disso, pode ser de grande ajudar conhecer os verbos auxiliares mais utilizados para construir uma locução do tipo verbal. Os mais frequentes são ir estar, ser, haver e ter.

Confira mais alguns exemplos para fixar bem o conteúdo que são acompanhadas pela forma nominal do verbo principal.

  • Estou caminhando com minha amiga – Verbo principal no gerúndio.
  • Preciso relaxar um pouco – Verbo principal no infinitivo.
  • Minha esposa está correndo na pista – Verbo principal no gerúndio.
  • Deve ocorrer algo inesperado – Verbo principal no infinitivo.

Tempos compostos

Muitas pessoas acabam se confundindo com os tempos compostos que são bastante parecidos com as locuções verbal. É importante ter em mente que os tempos compostos são formados por voz passiva e ativa.

Na voz ativa, os verbos haver e ter em conjunto com o verbo principal dão origem aos tempos verbais. Já na voz passiva, os verbos haver e ter em conjunto com o verbo ser e com o verbo principal são os que dão origem aos tempos verbais.

Um exemplo é:

  • A minha paixão por você só tem aumentado com o tempo – Esse é um caso de voz ativa.

A locução verbal é um recurso bastante utilizado na língua portuguesa. Por isso, é necessário compreender esse assunto para dominar a escrita.

Comentários