Enem

Saiba tudo sobre o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), Inscrições, Dicas para o Enem, Provas, Simulados do Enem, Sisu, Notícias, Enem 2016.

Enem
Enem

Implantado na década de 90 através da reforma educacional, com o intuito de avaliar o desempenho do aluno na conclusão da educação básica o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) criado pelo MEC (Ministério da Educação) foi instituído e normatizado pela Portaria Ministerial n° 438, de 28 de maio de 1998, aplicado inicialmente como um teste optativo aplicado pela primeira vez em 1998, buscando conferir ao cidadão parâmetro para auto avaliação, com vistas à continuidade de sua formação e à sua inserção no mercado de trabalho criando assim uma referência nacional para os egressos de qualquer das modalidades do ensino médio, fornecendo subsídios às diferentes modalidades de acesso ao ensino superior, constituindo-se em modalidade de acesso à cursos profissionalizantes pós médio e assim medir e quantificar as competências e habilidades básicas que são desenvolvidas, transformadas e aperfeiçoadas por mediação da escola. No entanto, no ano de 2009 ocorreu uma reforma e uma ampla divulgação e mudanças significativas nos aspectos social e pedagógico, e assim foi denominado de “Novo ENEM”.

Enem

A proposta do novo formato do ENEM, em especial da matriz curricular, e a inclusão da Língua Estrangeira refletem na organização pedagógica do Ensino Médio, pelo fato de que uma nova reestruturação curricular nas escolas para atender às expectativas do Exame. Os métodos de utilização da prova passaram então a ser utilizados para encaminhar os alunos que se destacam no exame de forma a atribuir aos mesmos acesso as universidades através de programas de bolsas de estudo.

Dessa forma o Enem tornou-se dentre os concluintes e egressos do ensino médio o exame mais concorrido entre os milhares de participantes que se inscrevem para a realização da prova que é realizada uma vez ao ano onde cada vez mais o número de inscritos aumenta devido as transformações ocorridas no Exame no período de 1998 a 2010 período esse em que o INEP apresentou propostas de reformulações de ordem social, metodológica e curricular. A primeira alteração realizada foi a isenção de inscrição aos concluintes do ensino médio a fim de democratizar o acesso de todos ao Exame.

No ano de 2003 foi incluído para os inscritos um questionário socioeconômico como objetivo de enriquecer os dados dos participantes auxiliando na compreensão de seus desempenhos. Até o ano de 2004, o resultado do ENEM somente era divulgado ao próprio participante, por meio de um boletim informativo com o desempenho do candidato por competência. Já no ano de 2005, foi implantada a divulgação das notas médias das instituições de ensino, com o propósito de avaliar o desempenho oportunizando mediante a análise dos dados e relatórios divulgados pelo INEP, a melhoria dos serviços prestados a sociedade e também é empregado como critério de seleção para candidatos que desejam concorrer a bolsas do sistema PROUNI, que foi criado naquele ano através da Lei nº 11.096/2005.

A prova é composta por questões de múltipla escolha e uma redação, que avalia as competências e habilidades desenvolvidas pelos alunos ao longo do ensino fundamental e médio, que são imprescindíveis para a vida acadêmica, ao mercado de trabalho e ao exercício de cidadania, portanto é imprescindível que o candidato que deseja concorrer a uma vaga em uma boa instituição de ensino superior, é necessário que tenha um excelente desempenho na realização do exame, cumpra com todos os requisitos na realização da prova que são exigidos no edital, antes da realização da prova, é de suma importância que o aluno intercale seus momentos de estudos com momentos de lazer.

Uma novidade que surgiu nesse ano e é obrigatório no dia da realização das provas é o cadastro biométrico para os candidatos que poderá ser realizado no primeiro ou no segundo dia de prova com a finalidade de impedir que outro candidato realize o exame de outra pessoa.

Outra novidade que surgiu no ano de 2016 foi o desenvolvimento de um aplicativo que servirá de auxilio para que os candidatos acompanhem em seus celulares dados enviados pelo MEC, como por exemplo, o cronograma do Enem, mural de avisos, informações necessárias e também dicas, o que facilita muito o acesso a essas informações e outras como os dados pessoais do participante.

A partir de agora, o pagamento das taxas de inscrição facilitaram para os participantes, o que era aceito somente através do Banco do Brasil agora pode ser paga em qualquer agência bancária, lotéricas e até mesmo na agência dos correios.

O MEC lançou uma plataforma gratuita para auxilio aos candidatos que se chama “Hora do Enem”, com a finalidade de dar dicas, boletim, simulados on-line, vídeos entre outros para que o aluno personalize seus estudos criando um plano de estudos adequado as suas necessidades, tendo acesso a questões que caíram em edições anteriores comentadas por professores, focando no curso superior ao qual deseja ingressar então basta dar seu máximo e ficar atento às atualidades.

Comentários