23 de março: dia do circo

O dia do circo representa uma atividade cultural e artística muito importante para a história das tradições brasileiras. Conferi mais sobre esse assunto!

Dia do circo. circense, arte

Por ter um papel muito importante culturalmente, os circos foram homenageados com a data de 23 de março por meio da criação do dia do circo. A intenção da celebração desse evento do calendário brasileiro é o de homenagear não somente a atividade desenvolvida por essas organizações de entretenimento, mas também em manter em memória o palhaço Piolim.

Esse era o seu nome artístico, mas se chamava Abelardo Pinto. Além de assumir esse papel durante as apresentações, ele também era responsável pelo seu próprio circo. É interessante destacar que o nome do circo também era Piolim que foi comandado por Abelardo por mais de trinta anos.

História do circo Piolim

No entanto, apesar de ter comandado o circo por um longo período, a história em torno da atração era bem mais antiga. Ainda na sua infância, seu pai havia sido dono de uma organização de entretenimento como essa. Como estava a todo momento em contato direto com as atrações, foi favorecido uma vez que passou a se dedicar em diversas atividades como, por exemplo, em apreender violino, a fazer acrobacias e contorcionismos.

Logo, é possível perceber que esse importante personagem dos circos começou a dar os primeiros passos para se tornar a grande figura conhecida atualmente, já durante a sua infância.

Em razão disso, a data de 23 de março foi escolhida para representar o dia do circo foi baseada no aniversário de Abelardo que ocorreu no ano de 1987 na cidade de Ribeirão Preto, no estado de São Paulo.

Carreira artística

Além de ter mantido as apresentações do seu circo por um bom tempo, Abelardo também se dedicou na realização de espetáculos beneficentes em algumas ocasiões. Deve-se ainda destacar a importância que um grupo de artistas espanhóis na execução dos shows. Devido ao convívio que tinham com certa frequência, eles atribuíram o apelido de Piolim a Adalberto.

Apesar de parecer um nome aleatório, Piolim foi escolhido por alguns motivos que são as pernas compridas e a magreza que Adalberto apresentava. A parceria com os espanhóis, além de ter contribuído para que o seu nome artístico surgisse, também foi fundamental para que ele se comprometesse a realizar cada vez mais espetáculos artísticos e culturais.

Logo, é fácil entender a importância que o palhaço Piolim teve para a criação do dia do circo visto que sempre esta preocupado em comprometer com a divulgação da arte como uma das principais formas de expressão que é.

Homenagem

Antes de destacar a grande homenagem que recebeu por parte de grandes artistas, vale a pena destacar que Piolim não foi o único que contribui com a criação do dia do circo. Esse movimento artístico para se tornar grande e conhecido como é atualmente, precisou contar com ajuda um grande conjunto de artistas. Isso sim viabilizou e deu a devida notoriedade ao movimento.

Feito essa ressalva, pode-se destacar que esse importante personagem da história do dia do circo recebeu uma incrível homenagem feita por grandes intelectuais que participaram da semana de arte moderna.

Para se ter ideia do tamanho do evento realizado no ano de 1922, artistas como Tarsila do Amaral, Anita Malfati, Oswald de Andrade e Mário de Andrade o intitularam como sendo o maior artista brasileiro popular. Logo, é fácil entender que o seu grande talento resultou em um grande reconhecimento que, posteriormente, foi muito importante para a criação do dia do circo.

Reconhecimento

E as suas conquistas ao longo de sua carreira não param nessa grande homenagem feito por alguns dos artistas mais influenciadores da época. Na data de 2 de agosto de 1931, Mário de Andrade prestou, sem dúvida, uma das maiores homenagens que Piolim já havia passado.

Por meio da criação de uma crônica o escritor não poupou palavras para demonstrar o grande carinho que tinha pela arte do circo apresentada por Adalberto. Não há dúvidas de que a criação do dia do circo está diretamente relacionada as homenagens grandiosas feitas à Piolim que eram frutos de um excelente trabalho que desenvolvida.

Durante o período que realizou apresentações, a área de entretenimento se beneficiou bastante com uma grande procura da população por esse tipo de evento, principalmente, quando esse personagem importante estava envolvido na realização de algum espetáculo.

A sua convivência desde pequeno foi um fator imprescindível para que a sua paixão com o circo aumentasse ao longo do tempo. Muitos espectadores puderam apreciar as suas apresentações e, sem dúvida, se divertiram bastante com o show desse grande palhaço.

E para finalizar a sua carreira, Piolim tinha um grande sonho de montar uma escola circense para que a tradição do movimento não perdesse popularidade na sociedade. Ao traçar esse objetivo, demonstrou uma grande preocupação em fazer com que essa tradição cultural e artística do circo não se perdesse ao longo do tempo.

No entanto, Piolim faleceu antes de conseguir concretizar esse sonho aos 76 anos de idade no ano de 1976, mas sua memória ficou marcada com o dia do circo.

Comentários