21 de janeiro: dia mundial da religião

Dia mundial da religião, fé, crença

O dia 21 de janeiro é conhecido desde de 1949 por ser reservado para celebração do dia mundial da religião. Desde os primórdios da humanidade, a religião teve um papel muito importante para o desenvolvimento de diversas culturas e, sem dúvida, é possível afirmar que a pluralidade de povos existentes atualmente se deve, principalmente, aos valores que cada religião prega para os seguidores.

Mesmo embora existam pessoas que se considerem ateus, ou seja, que não creem em nenhum Deus, é preciso entender que a religião é um ponto de apoio muito importante na vida do homem, principalmente, no que diz respeito ao preenchimento de sentimentos que ficaram ausentes por algum motivo na construção de seu caráter.

A princípio pode parecer que o dia mundial da religião não tem nenhuma importância para aqueles que se consideram ateus, no entanto isso não é verdade. Para justificar esse fato é preciso entender a questão é compreender que existe uma crença que de certo modo reflete as características e pensamentos a respeito do assunto.

Ou seja, independentemente da crença de uma determinada pessoa existe algo que ela simpatiza e luta para defender seus valores. Logo, pode-se concluir que os ateus também possuem uma religião. Por isso, o dia mundial da religião também tem o seu valor para aqueles que acreditam nisso.

História

A data de 21 de janeiro foi escolhida para ser o dia mundial da religião por uma instituição espiritual nacional da Fé Bahá’i ou da Comunidade Bahá’i. Essa organização pode ser considerada como uma religião fundada durante o século XIX por Bahá’u’lláh que foi um importante líder religioso na região da persa que nasceu em 1817 e foi morto no ano de 1892.

Os religiosos se considerava como sendo um sucessor da linha dos grandes profetas de todas as religiões mundiais, ou seja, acreditava que a sua missão era continuar os trabalhos realizados por Abrão, Krishna, Buda, Krishna, Moisés, Maomé e Jesus Cristo.

Assim como grandes figuras de diversas religiões, Bahá’u’lláh acreditava que era como se fosse um prometido que tinha como responsabilidade como cumprir as profecias que foram feitas pelas regiões do mundo e teve um papel importante para definição do dia mundial da religião.

Mesmo após a morte de seu importante discípulo a organização Fé Bahá’i passou a defender essa premissa de lutar para que as profecias fossem cumpridas por meio de uma estruturação da religião.

Assembleia espiritual nacional da comunidade Bahá’i

Ao longo do tempo a religião conseguiu desenvolver a sua organização defender a sua organização e sua comunidade por meio de assembleias em níveis nacionais e locais que estão espalhadas por diversas regiões do mundo, inclusive, o Brasil.

No território brasileiro, a religião ganhou forças somente em 1921 graças a chegada de Leonora Holsapple que era um importante membro da comunidade bahá’i dos Estados Unidos. A princípio, a primeira cidade a começar a suas atividades na religião foi a cidade de Salvador na Bahia.

Os membros desse grupo acreditam que era preciso definir o dia mundial da religião que deveria ser reservado para pensar e desenvolver a harmonia entre as demais religiões mundiais. Logo, pode-se concluir que o grupo pregava e buscava um mundo sem preconceito, livre da discriminação e também da intolerância religiosa.

Dia mundial da religião

O principal argumento da religião para justificar a busca por essa harmonia entre as religiões e que foi fundamental para a criação do dia mundial da religião era a pressuposto de que todas as organizações possuem diversos elementos em comum que tinha como objetivo apontar para ações pacificas e sempre em busca da convivência harmoniosa.

Em contrapartida, é preciso entender que mesmo que haja ideias bastante similares entre cada grupo fica evidente que cada religião possui pontos a serem discutidos em torno da universalização de cada particularidade religiosa, pois muitos acreditam que certos pressupostos com tendências salvacionistas fere os princípios de cada religião em particular.

Um exemplo claro disso é o cristianismo que prega que os todos precisam se converter para a sua fé. Por outro lado, o islamismo acredita o fiel precisa se submeter aos seus princípios. Logo, pode-se imaginar o grande conflito que existe mesmo que as ideias sejam muito parecidas.

Contudo, a definição do dia mundial para celebrar a religião foi uma medida que permitiu que até mesmo extremistas tenham mentes mais abertas para aceitar uma discussão construtivista, mas sempre de acordo com os seus princípios. Afinal, os meios podem ser diferentes mais a conquista por uma sociedade mais justa e harmoniosa é um bem comum para todos os povos e religiões.

Não há dúvidas de que essa data foi um momento histórico para todas as religiões visto que abriu caminhos para que os grupos entendam que é preciso ter respeito para entender as crenças de cada grupo.

Portanto, o dia mundial da religião deve ser considerado como uma grande oportunidade para que os crentes de cada religião possam ter discussões sobre esse tema ou até mesmo aproveitar as oportunidades para refletir e meditar sobre a situação de cada uma.

Comentários