1º de janeiro: dia mundial da paz

Dia mundial da paz

Ao longo de um ano existem datas muito importantes para os seres humanos, pois são responsáveis por deixar marcado um determinado dia na história da humanidade. Dentre elas, sem dúvida, está o dia mundial da paz ou simplesmente conhecido como dia da paz é celebrado no primeiro dia do ano após ter sido proclamado em 1967 pelo papa Paulo VI.

Mais precisamente, no dia 8 de dezembro desse ano, o papa elaborou uma mensagem para propor a criação do dia mundial da paz que deveria ser comemorado logo no inicio de cada ano.

Mas antes de conhecer um pouco sobre a história desse dia tão importante é preciso destacar que não se pode confundir o dia mundial da paz com o dia internacional da paz, pois como dito o primeiro foi proposto pelo papa Paulo VI.

Já a segunda data foi estabelecida muitos anos depois pela Organização das Nações Unidas que definiu o dia 21 de setembro para comemora-la. Ou seja, são duas datas diferentes, mas que são bastante conhecidas por tratar de um tema muito importante para a vida que é a paz.

História

É de conhecimento de todos que a religião católica não é a única existente e, por isso, o papa buscou reforçar que a paz é algo que precisa ser pregado por todos, independentemente, da religião de cada um.

O Paulo VI acreditava que somente por meio das boas ações de todo o mundo seria possível tornar verdadeira a celebração de um dia com um proposito tão importante. Não há dúvidas de que esse evento foi bastante marcante para civilização da época visto que era uma sociedade que passou por grandes conflitos dentro de um curto período.

Para manter a importância da data o Vaticano realiza todos os anos uma cerimônia oficial sobre o dia. Durante a celebração, é uma tradição que o papa escolha um tema para ser levado ao longo do ano como mensagem para que todos os dias as pessoas se lembrem da importância da paz.

A carta

Um dos trechos da mensagem escrita pelo papa ressaltava que esse dia deveria ser celebrado por todas as pessoas, pois o intuito era celebrar e comemorar a vida junto dos verdadeiros amigos e familiares.

Por isso, para defender os seus pontos de vistas a respeito dia mundial da paz expressou fortemente o seu desejo para que essa data passasse a ser importante na vida das pessoas assim como também comemorada.

Acima de tudo pregava que os povos precisavam de dias mais felizes na história para contrapor os longos períodos obscuros que foram marcados pela primeira guerra mundial e pela segundo guerra mundial, além de muitos outros conflitos da época como, por exemplo, diversas guerras civis.

No ano seguinte em 1968, o papa novamente reafirmou a importância do dia para as civilizações ao incentivar que o mundo todo comemorasse o primeiro dia do ano civil com bastante paz e alegria.

Além disso, ainda destacou o seu desejo de que as pessoas participassem ativamente das celebrações para que a data fosse lembrada nos anos seguintes e voltasse a se repetir. Cabe destacar ainda que esse dia foi construído em torno de um tema muito abrangente e bastante polissêmico.

Ou seja, não possui apenas como objetivo a busca e celebração da paz, porém também que seja uma ferramenta que deve ser usada para mudar a realidade de muitas vidas que enfrentam muitas desigualdades.

Temas

Desde de 1968 quando passou a ser comemorado o dia mundial da paz, é tradição que a cada ano o papa em exercício elabora uma pequena mensagem para ser pregada e refletida ao longo do ano. Confira algumas delas.

Temas que foram escolhidas pelo papa Paulo VI para o dia mundial da paz:

  • 1968: o dia da paz

  • 1969: a promoção dos direitos do Homem, caminho para a paz

  • 1970: educação para a paz mediante a reconciliação

  • 1971: todos os homens são meus irmãos

  • 1972: se queres a paz, trabalha pela justiça

  • 1973: a paz é possível

  • 1974: a paz também depende de ti

  • 1975: a reconciliação, caminho para a paz

  • 1976: as verdadeiras armas da paz

  • 1977: se queres a paz, defendes a vida

  • 1978: não à violência, sim à paz

Até os dias atuais essa tradição se mantém. Além de Paulo VI, os papas João Paulo II, Bento XVI e Francisco tiveram suas participações darem continuidade a escolha dos temas a cada ano para celebrar o dia mundial da paz. O último tema escolhido foi o de 2017 que prega que a não violência é o estilo de política ideal para a conquista da paz.

É possível concluir para que a paz se torne algo universal é preciso que medidas muito maiores do que a promoção do dia mundial da paz sejam tomadas, mas não há dúvidas de que essa data comemorativa incentiva as pessoas a repensarem os seus atos para buscarem realizar boas ações.

Comentários