Botânica

Saiba mais sobre uma área de estudo de um grupo de organismos que apresentam funções essenciais para a manutenção da vida, a botânica!

Botânica, planta, ecologia

As plantas são de extrema importância para todos os seres vivos na terra, pois possuem uma grande responsabilidade é que a de converter a luz do solar em energia para se desenvolverem e servirem de alimento para os seres humanos que também libera oxigênio, um gás vital para a manutenção da vida. Esse é um dos motivos que a área da botânica é tão estudada.

Os pesquisadores dessa área são conhecidos como botânicos e estudam as plantas com o objetivo de tentar entender como os principais processos que envolvem esses organismos funcionam. Ou seja, existem diversas ramificações de estudos como, por exemplo, melhoria de culturas, limpeza de locais contaminados, elaboração de medicamentos e até mesmo substâncias mais eficientes para serem usadas como combustível.

Logo, pode-se concluir que a botânica é a área que estuda as plantas. Embora possa parecer algo simples, essa área aborda o estudo de um grande grupo de seres vivos que vão desde algas até gigantes árvores, ou seja, de um nível microscópico ao nível do ecossistema.

Origem

Assim como muitos outros nomes do mundo científico, a palavra “botânica vem do grego antigo “botan” que é uma palavra que tem vários significados, incluindo “pasto” ou “forragem”.

Esse termo inclui tudo aquilo que poderia ser considerado uma planta, ou seja, fungos, algas e plantas vasculares como, por exemplo, samambaias. Atualmente, sabe-se que se trata do estudo mais completo da ecologia e todos as propriedades da que participam desse meio.

Apesar não parecer no primeiro momento, essa área é muito útil em áreas que não seriam consideradas automaticamente em ter aplicações. Muitos dos primeiros medicamentos foram e são desenvolvidos com base em extratos de plantas. Um exemplo de um remédio como na vida das pessoas é a aspirina que foi desenvolvida como um resultado do estudo de podridão da casca de árvore.

Além disso, é importante destacar que com os efeitos das mudanças climáticas, essa área deverá sofrer um efeito profundo, pois são organismo que participam ativamente de muitos processos que o ser humano precisa para sobreviver e que será afetado diretamente por essas alterações.

História

Tanto Aristóteles como Teofrasto, que viveram na Grécia antiga por volta do século IV a.C, tiveram uma partição importante na identificação e descrição de plantas. Teofrasto é chamado de “pai da botânica“, por causa de suas duas obras sobreviventes de estudos das plantas. Apesar de também ter contribuído bastante para essa área, Aristóteles também recebeu mais reconhecimento por seus estudos de animais.

Também é importante frisar que os chineses realizaram estudos esses seres vivos com observações e descrições bastante semelhantes quase ao mesmo tempo. Outro grego que ajudou a desenvolver essa área de estudo foi Dioscórides ao realizar um trabalho que descreveu mais de mil medicamentos que poderão ser fabricados tendo como matérias prima as plantas.

Esse livro se manteve por muito tempo como sendo um dos principais para a preparação de remédios, somente com a chegado do microscópio no século XVI que se deu continuidade aos trabalhos já realizados pelos povos gregos e chineses. Com a ajuda desse equipamento foi possível dar início ao estudo cuidadoso da anatomia das plantas.

Principais divisões da botânica

Atualmente, a botânica é uma área tão variada e extensa que é muito importante em uma grande diversidade de disciplinas que foi preciso estabelecer algumas divisões para facilitar o seu estudo. Os principais grupos de estudo estão destacados a seguir:

  • Patologia: ás vezes é por meio de uma tragédia que se impulsiona a descoberta científica como é o caso da praga da batata irlandesa do século XIX. Esse período ocorreu muitos dos avanços na pesquisa de doenças de plantas.

A década de 1840 ficou conhecida como “Fome da Batata” e levou a imigração de um grande número de irlandeses rumo a América do Norte. O principal motivo foi a doença que afetou as colheitas e causou uma das maiores crises na produção de alimentos.

  • Ecologia: outra divisão da botânica que está mais focado com a modo como as plantas respondem ao ambiente como, por exemplo, solos e espécies animais, como ela reage a alterações ecológicas e climáticas, além de muitas outras questões.

Isto é vital em um mundo que está enfrentando constantes mudanças climáticas e ambientes, ou seja, é por meio dessa divisão que é possível estudar detalhadamente o sistema em que a planta vive.

Forense: as investigações criminais utilizam qualquer evidência que possam encontrar e nos últimos anos, a botânica forense tem sido a divisão que mais apresentou desenvolvimento e inovação.

É por meio desse estudo que diversos casos policiais podem ser resolvidos uma vez que a identificação dos meios envolvidos em um determinado crime é fundamental para que seja solucionado.

A tecnologia ajudou especialistas a se aprimorarem ainda mais em uma dessas divisões para ver e compreender a natureza tridimensional de células. Atualmente, existe a engenharia genética de plantas tem contribuído para melhorar diversos aspectos do meio ambiente como, por exemplo, a produção agrícola.

Por isso, o estudo da botânica tem sido tão importante para os dias atuais e sem contar que ainda contribui para encontrar novos medicamentos e explorar maneiras de manter um equilíbrio ecológico na Terra.

Comentários