Origem da vida

A origem da vida ainda é um mistério para a Biologia, entretanto, várias teorias existem para tentar explicar esse importante momento da história do planeta.

Origem da vida, oparin, biogênese

Mesmo após muitos altos desde o surgimento dos seres vivo e até mesmo da própria Terra ainda não existe uma forma convincente para todas as pessoas a respeito de como realmente aconteceu a origem da vida. Atualmente, existem diversas teorias que abordam pontos de vistas diferentes com ideias até aceitáveis para que são difíceis de serem comprovadas.

Sem dúvida não existe uma questão maior que essa e é por isso que muitos cientistas passam suas vidas inteiras em busca de resolver esse mistério. Hoje, muitos dos cientistas que estudam a origem da vida estão confiantes de que eles estão no caminho certo e de que logo poderão afirmar como ocorreu.

Dentre as teorias conhecidas já criadas para tentar explicar esse fato estão a abiogênese e biogênese mesmo que embora existam diversas dúvidas a respeito de cada uma. No entanto, vale a pena conhecer os pontos de vistas dessas duas teorias para entender quais são os argumentos utilizados.

Abiogênese

É a ideia que defende que a vida surgiu a parti de materiais que não possuíam vida a mais de 3,5 bilhões de anos atrás na Terra. Abiogêneses propõe que as primeiras formas de vida geradas eram muito simples e através de um processo gradual tornou-se cada vez mais complexo.

No entanto, essa ideia sobre a origem da vida que foi desenvolvida é cientificamente falsa com base no conhecimento que já se tem hoje, além de que não houve experiências que demonstram a abiogênese em ação, ou seja, de que é possível partir de materiais não vivo e transformá-los de alguma forma em seres vivos

Apesar de ser uma ideia descartada pela ciência, foi uma das primeiras teorias a respeito da origem da vida que começou durante a antiguidade ao se acreditar que a vida poderia surgir a partir matéria orgânica. Essa ideia ganhou força devido ao experimento realizado que supostamente comprovava o surgimento de moscas e ratos em, respectivamente, carnes em decomposição e trapos sujos.

Ela nunca foi observada em um ambiente, natural ou artificial. Condições que se acreditava existirem na terra ou são incapazes de produzir os blocos de construção necessários.

Biogênese

A biogêneses por outro lado afirma que a vida é derivada da reprodução de outra vida que foi algo supostamente assumido pela abiogênese, mas que se tornou impossível dado as condições climáticas extremamente desfavoráveis para o desenvolvimento de seres vivos conhecidos atualmente.

Em 1861, o cientista francês Louis Pasteur resolveu a questão sobre a origem dos micróbios através de uma série de experimentos engenhosos e persuasivos. Mostrou que os microrganismos existem no ar e pode contaminar soluções estéreis, mas ele enfatizou que o ar em si não produz micróbios.

O pesquisador encheu um número de frascos de cueca curta com caldo de carne e depois ferveu o seu conteúdo sendo que alguns foram imediatamente enquanto deixava os outros abertos e deixava esfriar. Após alguns dias, verificou-se que o conteúdo dos frascos não fechados estava contaminado com microrganismos.

Esse resultado possibilitou contradizer a tese da abiogênese e afirmar que novos seres vivos somente podem surgir por meio de outros seres vivos.

Origem da vida

De acordo com esta teoria, a vida precoce na terra foi originada por meio dos processos físico-químicos de átomos que se combinam para formar moléculas que, por sua vez, reagem para produzir compostos inorgânicos e orgânicos.

Os compostos orgânicos que interagem para produzir todos os tipos de macromoléculas que organizadas para formar o primeiro sistema vivo ou células. Assim, de acordo com esta teoria, a origem da vida ocorreu na terra espontaneamente a partir de matéria não-viva.

Ou seja, por meio dos primeiros compostos inorgânicos que em seguida criaram os compostos orgânicos devido a constante mudança das condições ambientais. Isso é chamado de evolução química que não pode ocorrer sob os parâmetros ambientais atuais sobre do planeta que foram consideradas adequadas para a origem da vida.

Como a atmosfera da Terra não era protegida por uma camada de ozônio acabava sendo constantemente atingida por raios ultravioletas e descargas elétricas. Essas condições bastante instáveis foram imprescindíveis para propiciar a agitação e energia necessária para que as moléculas existentes se transformassem em estruturas mais complexas.

Com a ajuda da chuva, essas moléculas orgânicas eram levadas até os mares que com o passar do tempo transformou-se em uma extensa sopa de nutrientes, ou seja, o mar era rico em compostos orgânicos que eventualmente formavam os coacervados que nada mais é do que a junção das moléculas com a água.

Embora não se saiba como a primeira célula surgiu acredita-se que a origem da vida é devido a um sistema organizado desses coacervados de sistemas semelhantes a esses que foram protegidos por uma membrana formada por proteínas e lipídeos. No seu interior acredita-se que a molécula cotinha ácido nucleico que, consequentemente, possibilitou que essa estrutura desenvolvesse diversas funções como as conhecidas atualmente.

Comentários