O Citoplasma

O Citoplasma

Por fim, entre a membrana plasmática e o núcleo celular, está o citoplasma. Essa região é uma área composta de um fluido homogêneo e viscoso que contém uma série de organelas que, por sua vez, são vitais para o bom funcionamento da célula. Nas células procarióticas, só existe a presença de ribossomos no citoplasma, ao contrário das eucarióticas que também possui outras organelas.

Os ribossomos, já citados, também estão presentes nas células eucarióticas e tem uma função muito importante relacionada com a síntese de proteínas, quando atuam juntos ao filamento de RNA. Existem milhares de ribossomos nas células, pois a demanda por proteínas é muito alta para o seu próprio desenvolvimento.

A necessidade de proteínas é tamanha que, por vezes, pode acontecer dos ribossomos não conseguirem realizar a síntese. Por isso, as células também possuem o retículo endoplasmático rugoso, responsável pela síntese intensa das proteínas. Ele possui também outras funções como produção de lipídios, desintoxicação (eliminando substâncias tóxicas para a célula) e até armazenamento de algumas substâncias.

Não são apenas as proteínas, porém, que são necessárias para o desenvolvimento celular. Lipídios e carboidratos também são necessários e a sua síntese pode ser feita pelo retículo endoplasmático liso. Ao contrário do rugoso, ele não possui os ribossomos para atuar na síntese de proteína, ficando livre para atuar na síntese das outras substâncias, tais como lipídios e carboidratos.

Outra organela importante está nas mitocôndrias, que possuem ribossomos, enzimas e um filamento de DNA. As enzimas são fundamentais para a respiração celular, fornecendo energia para ser utilizada nas atividades das células. Ela é fundamental em diversos processos respiratórios também, como o Ciclo de Krebs. E o que o filamento de DNA faz para as mitocôndrias? Ele permite capacidade própria de duplicação, sem exigir que o processo seja feito pelo núcleo celular.

A seguir temos outra organela interessante: os lisossomos. Eles estão presentes em muitas das células dos eucariontes, possuindo enzimas que permitem a digestão dentro da célula. Ele pode atuar até fora das células no processo digestivo, mas não é comum. Ela está presente apenas em células animais.

Se o lisossomo é encontrado apenas em células animais, é de se esperar que exista alguma organela exclusiva de células vegetais também. E ela existe: o cloroplasto. Essa organela é responsável direta do processo de fotossíntese, que é a maneira que as plantas e vegetações utilizam-se para buscar energia através da luz solar. Assim, o cloroplasto só está presente em células vegetais.

Para finalizar, ainda existe o Complexo de Golgi (ou Complexo Golgiense) cujo objetivo é a eliminação de todas as substâncias produzidas pela síntese celular e que não serão aproveitadas pela célula, realizando a secreção e limpando esses resíduos.

Portanto, é possível perceber que o citoplasma contém muitas organelas complexas e vitais para o bom funcionamento da célula, sendo uma das regiões mais importantes da estrutura do todo ser vivo. É nele que estão praticamente todos os sistemas celulares: geração de energia, síntese de proteínas, lipídios e carboidratos e eliminação daquilo que não interessa à célula.

Assim como o corpo humano tem seus diversos sistemas (respiratório, circulatório, digestivo e assim sucessivamente), a célula possui os seus próprios e boa parte deles acontece dentro do citoplasma.

Outro ponto importante é que o sistema celular é bastante veloz e atua de acordo com os acontecimentos, sempre atento ao que acontece com o ser vivo de maneira geral. A morte celular ou o crescimento do ser vivo fazem com que as células atuem rapidamente tentando corrigir os efeitos, seja através de eliminação ou da divisão celular, mantendo sempre o bom funcionamento do sistema como um todo.

Comentários